sábado, 1 de maio de 2010

País avança se trabalhador ganha mais

Prezado filiado,
Prezada filiada.

As condições de vida de um país só melhoram de fato quando os rendimentos salariais avançam. Se a renda média dos que trabalham cresce, isso contribui para diminuir a segregação social, promover a igualdade social e garantir condições de convivência em padrões mais elevados de urbanidade.
A renda média mensal da população ocupada no Brasil, que era de R$ 1.600 em 2002, está em torno de R$ 1.200 mensais agora em 2010. Isso significa que o valor médio dos rendimentos salariais neste governo caiu e segue sendo muito baixo, a despeito das informações distorcidas divulgadas pela usina de propaganda do governo.
Segundo dados do IBGE, a população ocupada soma 21,3 milhões de brasileiros. Para que esse enorme contingente de pessoas possa aumentar seu poder de compra temos de investir em qualificação profissional em massa. Não podemos esquecer que remuneração é recompensa e que cada pessoa deve receber ganho salarial compatível com o seu esforço, sua habilidade e sua capacitação profissional.
Erra quem associa o valor do salário apenas ao aspecto financeiro ou orçamentário. Com freqüência, o contracheque no final do mês é fator de auto-estima para o trabalhador e toda a sua família. Tanto que rendimentos melhores aumentam a tolerância da população às diferenças sociais e raciais e favorecem sentimentos positivos relacionados à segurança e ao nível de confiança no futuro.
É isso, um forte abraço a todos e um cumprimento especial a todos os trabalhadores do país pelo 1º de maio.
Rodrigo Maia, Presidente do Democratas.
(Fonte: Boletim Informativo do DEM do dia 01/05/10)

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Agora é a vez do Piauí

O seminário Liberalismo na Era da Tecnologia da Informação chegou ao Piauí. Durante todo final de semana(19 a 21 de março de 2010), jovens e lideranças do Estado estão aprofundando os conhecimentos políticos e, de quebra, aprendendo a blogar e tuitar.

Marcelo Puppi e Kaliana Kalache comandam a moderação do seminário promovido pela Fundação Friedrich Naumann e a Juventude Democratas. O diretor da fundação alemã, Rainer Erkens, também está em Teresina e tem conversado com os participantes sobre a política liberal na Europa.

Acompanhe o seminário pelo twitter recém-criado da galera - http://twitter.com/jdempioficial .

http://www.juventudedemocratas.org.br/news_view.asp?id={A1FDDC80-4E33-4FAE-B073-B6774AC8B087

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Juventude Democratas realiza II Encontro Nacional em Blumenau

É um evento organizado para ser simplesmente o melhor de todos já feitos pelos braços partidários de jovens. No lugar de assembléias, cerimoniais e votações exaustivas, o foco será debater em exaustão a política jovem no Brasil. Internet, a imagem dos políticos, a militância de oposição são alguns dos temas escolhidos a dedo. Tudo isso estará acontecendo dos dias 30 de outubro a 02 de novembro em Blumenau, Santa Catarina. (Clique aqui e saiba como participar).
Entre os palestrantes estão nomes de peso. Marcelo Tas, o comandante do CQC, estará lá para revelar os macetes da complicada relação internet x jovem x twitter x política. Mário Rosa, o autor de A Era do Escândalo, falará sobre os cuidados com a imagem pública. Antonio Lavareda, o cientista político sempre convocado pelos marqueteiros, fará um panorama do cenário eleitoral.

E terá muito mais: o sociólogo Amaury Souza, o blogueiro Marcelo Vitorino (Pergunte ao Urso), o líder estudantil venezuelano Yon Goicotchea, que tornou-se símbolo da resistência contra a repressão chavista e as grandes lideranças do Democratas (deputados Rodrigo Maia, Ronaldo Caiado, ACM Neto, Paulo Bornhausen, José Carlos Aleluia; senadores Agripino Maia, Raimundo Colombo, Demóstenes Torres).

E, é claro, vai ter também muita festa. Primeiro, por que para o jovem a política significa fazer novos amigos. Para muitos que sairão de canto distantes do país e que já mantem contato pelas redes na internet, o evento é a oportunidade conhecer cara-a-cara os parceiros de militância política.

Na organização geral, está a moçada de Santa Catarina , que montou um verdadeiro quartel-general para que absolutamente todo detalhe corra bem. Afinal, a previsão é de uma festa com mais de 800 jovens.
"Vamos mostrar ao Brasil que somos uma oposição responsável. Mas também questionadora, no pique e na vanguarda - como todo jovem deve ser", resume o presidente nacional da Juventude Democratas, deputado Efraim Filho.
Fonte: Boletim Informativo do Democratas do dia 28/10/09.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

DEM é contra proposta de taxação da poupança

O presidente do Democratas, deputado Rodrigo Maia (RJ), declarou que o partido é contra qualquer taxação na poupança. Na segunda-feira, os partidos de oposição na Câmara e no Senado DEM, PSDB e PPS se reúnem para analisar estratégias com o objetivo de derrubar o projeto de lei em análise pelo governo de taxação dos rendimentos da caderneta de poupança. Nessa semana, o governo anunciou que vai propor que o rendimento dos valores que ultrapassarem R$ 50 mil sejam taxados em 22,5%. Rodrigo Maia disse que, ao anunciar a criação de Imposto Renda (IR) para cadernetas de poupança acima de R$ 50 mil, o governo está sinalizando que amanhã vai taxar valores menores. O DEM, segundo ele, por princípio é contra a criação de qualquer imposto. "Somos radicalmente contra qualquer criação de impostos. Hoje o governo sinaliza você que é R$ 50 mil, mas amanhã poderá ser R$ 10 mil. Criação de imposto é ruim por definição", declarou.
Fonte: Boletim Informativo do Democratas de 18/09/09.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Jovens são a nossa prioridade


Prezada amiga,
Prezado amigo,
A contribuição da juventude é insubstituível. Nada supera a força, o entusiasmo e a capacidade do jovem de enfrentar e vencer desafios. Por esta razão, acredito que a luta para fazer do Brasil o país de oportunidades que nossos jovens estão sendo obrigados a buscar em lugares distantes é um dos principais compromissos do Democratas.
Não é fácil ser jovem no Brasil. Aqui, a juventude, principalmente na periferia das grandes cidades, é a maior vítima da insegurança e do desemprego. O jovem vive numa encruzilhada: não consegue vaga no mercado de trabalho porque não têm experiência, mas só pode obter experiência se conseguir lugar no mercado. E tudo piorou com a crise da economia.
Relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) mostra que 67,5% dos jovens brasileiros entre 15 e 24 anos estão desempregados ou na informalidade. O déficit é maior entre as mulheres jovens (70,1%) e entre os jovens negros (74,7%). As jovens negras sofrem discriminação de gênero e de raça. O desemprego e a informalidade alcançam 77,9% das pessoas que pertencem a este grupo. Além de elevar os graus de escolaridade no país, o desafio é melhorar a qualidade da educação, segundo a OIT.
Temos de fazer bem mais. Na minha avaliação, precisamos construir uma agenda de emprego para a juventude que funcione, de forma rápida e efetiva. Temos de construir ainda as linhas gerais de uma nova política social. Para ser digna deste nome, esta política tem de garantir serviços educacionais eficientes e adequados. Precisamos de ações objetivas, funções definidas dos órgãos públicos, responsabilidades, prazos e metas. É o mínimo. Afinal, nenhum país constrói o desenvolvimento sem o talento e a energia dos seus jovens.

Um forte abraço e até a próxima semana,


Rodrigo Maia

Fonte: Boletim Informativo do Democratas

Deputados regulam uso da internet em campanhas

Autor da emenda que tratou da liberação do uso da internet nas campanhas eleitorais, o líder do Democratas na Câmara, deputado Ronaldo Caiado (GO), disse que em 2010 a internet terá um peso nunca visto nos pleitos do País. "É a chance de aumentar os votos de opinião. O eleitorado vai participar ativamente e não será um mero espectador. É a participação popular", comemorou Caiado. De acordo com o líder do DEM, a reforma eleitoral aprovada pela Câmara permite que sites de mensagens instantâneas, blogs e redes sociais de qualquer candidato, partido ou pessoa comum façam campanha a partir do dia 5 de julho de 2010. Caiado colheu nas últimas semanas opiniões sobre o assunto por meio do Twitter e de seu blog. "O principal é que não houve censura", ressaltou. A proposta proibiu ainda qualquer tipo de propaganda paga. Mesmo que de graça, fica vetada o uso de sites de pessoas jurídicas, com destinação profissional.

Fonte: Boletim Informativo do Democratas.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Revista da Juventude Democratas 25

Acesse a página da Juventude Nacional Democratas e confira a nossa Revista Eletrônica:

http://www.juventudedemocratas.org.br/revista/2009_001/index.html